pedroca_10dias_utineonatal

Dia Mundial Prematuridade é dia de reflexão e luta

17 de novembro é o Dia Mundial da Prematuridade! 1 em cada 10 bebês nasce prematuro e a campanha Novembro Roxo chama atenção para a causa da prematuridade visando mudar essa realidade.

5a0ed426e3073

De acordo com Associação Brasileira de Pais, Familiares, Amigos e Cuidadores de Bebês Prematuros (ONG Prematuridade.com), o Brasil é 10° país no ranking mundial da prematuridade. Mas afinal, o que é considerado um bebê prematuro?

Todo bebê que nasce até a 37ª semana é considerado prematuro. A prematuridade é a principal causa de morte infantil no primeiro mês de vida, segundo o Ministério da Saúde.

Gestação na adolescência, falta de cuidados pré-natais, tabagismo e a desinformação são alguns dos desencadeadores da prematuridade no Brasil, segundo estudo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Felizmente, a maioria dos bebês se desenvolve normalmente mesmo tendo nascido antes do tempo. Mas os cuidados precisam ser redobrados. O cérebro ainda está em fase de maturação, assim como os pulmões. Além disso, com a imunidade baixa, o bebê fica mais vulnerável. O lema de 2017 da Associação Brasileira de Pais, Familiares, Amigos e Cuidadores de Bebês Prematuros (ONG Prematuridade.com) é Nascimento Antecipado, Cuidado Redobrado.

Estímulo à doação de leite materno

Normalmente, quando os recém-nascidos ficam na UTI, precisam de leite e a mãe nem sempre tem a quantidade disponível. O leite materno é muito importante por diminuir os riscos de infecção, melhora do sistema imunológico dos prematuros, por exemplo. No Brasil, segundo a Associação Brasileira de Pais, Familiares, Amigos e Cuidadores de Bebês Prematuros (ONG Prematuridade.com), há 218 bancos de leite e mais 138 pontos de coleta. Porém, a frequência é baixa, comprometendo os estoques.

O Banco de Leite Humano de Foz do Iguaçu tem profissionais treinados para auxiliar a mãe a iniciar o aleitamento materno e superar dificuldades. Com o apoio do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, Itaipu Binacional, Secretaria Municipal de Saúde e o Rotary Club o trabalho atinge uma proporção maior ainda já que a média mensal de leite coletado varia de 90 a 100 litros e beneficia cerca de 350 bebês por mês. As interessadas em doar devem entrar em contato com o Banco de Leite de 2ª a 6ª-feira, das 7h às 13h pelo telefone 3575-7983 ou 3576-8000, ramal 8136. Uma equipe especializada orientará a doadora sobre a coleta, armazenamento e conservação do leite e se for necessário poderá buscar a doação na residência.

A prematuridade do Pedro

IMG-20170415-WA0036-773x510

Pedroca nasceu de 34 semanas, 2.450 kg e 46 cm. Ficou 20 dias na UTI Neonatal. Teve uma hemorragia gástrica, seguida de anemia e icterícia alta. Precisou de antibióticos, duas transfusões sanguíneas e 5 dias de banho de luz. É claro que toda mãe e todo pai que ganha um bebezinho quer ir pra casa com seu filho nos braços, mas somos muitos gratos pelos cuidados e carinhos de toda a equipe médica.

Não sabemos a causa do nascimento prematuro do Pedro já que eu não apresentava nenhum indício de infecção urinária, pressão alta, descolamento prematuro de placenta, diabetes, alterações de tireóide, infecções congênitas e nem fazia uso de bebidas alcoolicas e drogas ilícitas.

Quando o Pedro nasceu com 34 semanas, eu só pensava. ‘Não é tão grave, não é prematuro extremo, já tá tudo formadinho’. Mas o normal é depois das 39 semanas. Faz muita diferença. Um dia dentro do ventre faz uma diferença de cinco dias fora do útero. O que bebê pode ganhar de peso, imunidade, formação pulmonar e cardíaca é muito diferente dentro e fora do útero.

Apesar das chances de sequelas da prematuridade ser baixas em bebes que nascem com mais de 33 semanas, não sabemos se a deficiência do Pedro é de fato seqüela da prematuridade. A causa de nascimento prematuro também pode ser pelo fato do bebê poder apresentar causas que levem a prematuridade como síndrome genética e má formações. Investigamos essas possibilidades desde os 4 meses de vida do Pedro e conseguimos descartar muitas síndromes genéticas (iupiii \o/ \o/), o que nos leva a crer que a causa da deficiência do Pedro seja mesmo sequela de Kernicterus.

Sequela de Kernicterus

O kernicterus é uma complicação da icterícia neonatal que provoca lesões no cérebro do recém-nascido, quando o excesso de bilirrubina não é tratado de forma adequada. A bilirrubina é uma substância produzida pela destruição natural dos glóbulos vermelhos e seu excesso é eliminado pelo fígado. Como muitos bebês nascem com o fígado ainda pouco desenvolvido, a bilirrubina acaba se acumulando no sangue, dando origem a uma icterícia neonatal que causa sintomas como coloração amarelada da pele.

Para evitar que esta substância continue se acumulando e impedir o desenvolvimento de kernicterus, o pediatra recomenda fazer o tratamento com um tipo de luzes especiais, assim que o diagnóstico de icterícia é confirmado, permitindo eliminar o excesso de bilirrubina do organismo do bebê. Pedroca fez tratamento com banho de luz por 5 dias na UTI Neonatal.

Quando os níveis de bilirrubina ficam elevados por muito tempo no sangue, a bilirrubina pode chegar até o cérebro, causando lesões que podem gerar sequelas como: paralisia cerebral; surdez; problemas de visão; dificuldades de desenvolvimento intelectual. Estas sequelas podem variar de acordo com a gravidade das lesões e as áreas do cérebro afetadas.

Sequela de Kernicterus é grave. Por isso é importante que todos fiquem de olho: o kernicterus é devastador, porém evitável. Depois de estabelecidas, as lesões cerebrais são irreversíveis. Por isso, os níveis de bilirrubina devem ser monitorados pelo médico desde o início. #ficadica: todo bebê com amarelão deve ser avaliado por um pediatra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *